mardi 31 janvier 2012

Experiência x Prática + Conhecimento = Sucesso

Olá,
Sou Jorge Efrahim e começamos nossa caminhada no mês de Fevereiro como aluno editor deste blog. Tenho 36 anos e hoje trabalho como treinador de futebol de base nas escolinhas de futebol de Santa Maria de Jetibá-ES desde 2006. Minha caminhada começou desde que deixei os gramados como atleta profissional em 2005, onde atuava desde 1989, quando comecei no Pré-Infantil do América-MG. Acredito que minha experiência como atleta foi e tem sido determinante na minha atuação como técnico, pois são 23 anos de carreira acumulando experiências e transmitindo conhecimentos deste universo chamado Futebol e agora tento associar esta experiência com os conhecimentos acadêmicos que recebemos no curso de Ed. Física- ead-, que tem me mostrado a importância deste conhecimento em conjunto com a pratica com as crianças e adolescentes.


No passado como atleta, experimentei várias situações jogando em um grande clube e em pequenos clubes, com a melhor das condições e com mínimo de estrutura, experimentando o amor e a rejeição de uma torcida, vencendo e perdendo títulos, sorrindo de alegria ao rever amigos preciosos e chorando na tristeza da incerteza de um novo encontro, lugares, emoções e pressões, tudo que um jogador pode experimentar acredito eu ter tido o privilégio de ter vivenciado.
Procuro na minha atuação como treinador e principalmente professor transmitir essa experiência acumulada ao longo dos anos tentando conscientizar meus jogadores a aproveitar cada instante dessa fase tão gostosa que eles vivem e que só reconhecerão quando terminar. Tentamos também prepará-los para futuras oportunidades que possam surgir ou não, mas que todos possam experimentar este universo mesmo que não consigam prosseguir em uma carreira, mas que saibam como funciona o sistema e que tenham prazer em ter vivenciado.




Vou ficando por aqui, mas ao longo do mês estaremos compartilhando novos assuntos e experiências.
Abraço

samedi 28 janvier 2012

Apresentação 2

Jorge, editor em Fevereiro 2012

Jorge, como o Jean, experimentou o blog da plataforma do nosso curso EaD. Também esta ciente das modificações necessárias a um professor do séc. XXI.
Tanto que, para surpresa minha, já abriu um blog relativo ao seu percurso profissional.
sem duvida que ocorrerão mudanças e aprimoramento em suas vivencias como editor.
Deixo aqui os nossos critérios Com um mínimo de quatro postagens e multimidias diferentes e amplio o que escrevi (ja que também aprendo com a nossa experiência em conjunto)-

- O blog contribui para o e-portfolio acompanhando o aluno em seu inicio de vida profissional (com edição de textos, imagens, etc)
- o blog motiva a sua autonomia
- o blog ensina a compartilhar
- o blog apresenta diversidades de opiniões
- o blog auxilia em conexões necessárias 'a sua vida profissional futura
- incentiva a transparência e a cidadania digital

- e uma grande frase "Aprender é deixar o aquário".

mercredi 25 janvier 2012

Experiência com o Blog e Futuro

Olá amigos do curso de Educação Física,
Neste momento estou realizando a última postagem através de um vídeo onde falo sobre minha experiência com o Blog e também o que espero do futuro.
Desde já agradeço pelos feedbacks que recebi durante as postagens, pois através deles percebi que podemos partilhar idéias, experiências e informações com os demais colegas, buscando assim entender o ponto de vista de cada um.

video





Agora é com você Jorge.
Fui...

mardi 24 janvier 2012

RELATO DA EXPERIÊNCIA COM O BLOG

Neste momento compartilho com os demais colegas do curso como foi à experiência de alimentar durante o mês de janeiro o Blog de Santa Teresa. Confesso que fiquei ansioso em relação sobre o que escrever durante 4 semanas, mas logo no meu primeiro contato via chat com a tutora à distância Tereza Penedo consegui sanar  a maioria das dúvidas que me rodeavam.
Aprendi durante as postagens a inserir hiperlinks, criei uma conta no Slideshare, Facebook, e através dos feedbacks da tutora Tereza Penedo procurei escrever meus textos de forma com que o leitor consiga analisar e refletir sobre o assunto em pauta, fazendo com que os mesmos opinem sobre os temas abordados de acordo com seus pensamentos e ideais.
Só não consegui mexer no programa “Knovio” porque eu não tenho a web cam e nem o microfone em casa, mas nos demais programas não encontrei dificuldades.
Não vou dizer que é tarefa fácil refletir sobre o que escrevemos ou emitir opinião própria sobre o texto de algum escritor ou aluno, mas só vamos crescer e melhorar nossa escrita a partir do momento em que praticarmos a mesma com maior frequência, pois somente através da prática é que vamos melhorar nosso vocabulário, dando maior qualidade e coerência no que escrevemos.
Fazendo uma autoavaliação sobre minhas postagens acredito que meu desempenho tenha sido bom, pois abordei temas que fazem parte do meu cotidiano, e, além disso, procurei refletir sobre as opiniões dos demais participantes que comentaram algumas de minhas postagens.
Concluo meu pensamento afirmando que é de extrema importância para nós futuros professores de Educação Física saber utilizar e tirar proveito dos recursos tecnológicos disponíveis no mercado, pois através destes podemos ampliar nosso conhecimento, partilhar idéias, trabalhos, aprender com os demais colegas, enfim, uma série de benefícios que venham acrescentar ao nosso aprendizado.

 Família, a base de tudo.

Avaliação

Criei, melhor dizendo, adaptei uma avaliacao para blogs de alunos!
Em que nível você se encontra, questiono


SUGESTÃO -

avaliação em Ténis de mesa na web- http://www.funtrivia.com/playquiz/quiz2634621e29ed8.html

1- em que ano o tênis de mesa se tornou esporte olimpico
2- qual a elevação da bola quando ela for partilhada
3- as raquetes era feitas de que material
4-quais os países mais fortes em Tenis de mesa
5-você sabia que de 1930 a 1950 este esporte foi proibido na União Soviética
6- quais as medidas da mesa
7-qual o diâmetro da bola
8-porque nao se deve colocar a mão na mesa

Exemplos de ampliação do conhecimento!

Ora, você poderá perguntar para que servira saber o diâmetro... o aluno ampliara o conhecimento sobre Geometria, e saber sobre a dissolução do bloco dos países que formavam a União Soviética etc.






jeudi 19 janvier 2012

Feedback 07

Estes novos ambientes que o aluno abre em proveito próprio, são ferramentas de apoio para aprendizagens formais e informais, ou seja, este é o conceito de aprendizagem ao longo da vida ou poderíamos considerar um aperfeiçoamento contínuo, onde você aprende com qualquer pessoa, em qualquer hora e lugar.
O aluno será RESPONSAVEL por sua aprendizagem, PARTILHA idéias, APRENDE novas habilidades necessárias ao sec XXI e de acordo com a sua preferência.
Aconselhamos  procedimentos para aprender:
- explore novas idéias e possibilidades
-compartilhe seu trabalho sempre

Lembrete:(de um tutor colega prolicem via mail)

 - o e-portfólio sera composto por registros reflexivos originais, isto é, não resultantes de nenhuma outra disciplina. Estes registros podem envolver quaisquer experiências, problemas e momentos relacionados ao curso e à sua formação como um todo. O mais importante é que sejam originais


Postagem no Slideshare

Olá amigos do curso de Educação Física na Modalidade à Distância,
Nos dias atuais é de suma importância, para os alunos de um curso em EAD, aprender a utilizar os recursos tecnológicos, pois através deles teremos a oportunidade de divulgar nossos trabalhos, fotos,  power points e vídeos que venham valorizar o nosso saber/fazer.
 Após indicação da Tutora à distância abri uma conta no Slideshare , onde já postei alguns trabalhos que foram apresentados nos Sacs anteriores. Além desta ferramenta também possuo conta no Youtube, Facebook e Orkut.
Vamos nos atualizar galera...


Playcenter-SP

FEEDBACK 06 - O jogo e a Educacao

Recorde o que você aprendeu neste mapa :
Para ampliar clicar na imagem - (freemind)
Na pg. 22 de Conhecimento e Metodologia do jogo, encontramos um esquema que explica a distinção entre as funções do jogo e as funções da escola, vamos recordar, porque não há consenso de que é possível uma transposição didática! e este pensamento é uma aparência:

JOGO- função lúdica
ESCOLA- função educativa

Este impasse tem amplos debates, principalmente na atualidade quando os games estão sendo adaptados aos objetivos pedagógicos em diversas disciplinas: Matemática, Historia, Inglês...

Sempre recebemos críticas, mas na atualidade já imaginou se os Games esportivos fossem utilizados  também em nossas aulas?
Afinal em um dia de chuva, porque não poderíamos jogar Tênis e Tênis de mesa digitalmente? Ficaria mais econômico?  envolveria as mesmas regras? seria possível uma observação mais individualizada do seus alunos?
Não é uma transposição do nosso espaço. Mas seria uma outra abordagem criativa.
Afinal uma ampliação do conhecimento deve envolver diversas vivências.

Recorde a Oficina de Jogos em 2011!
PAIDEIA - é livre, espontâneo, alegre, improvisado
LUDUS - tem preocupação competitiva, sujeição as regras e convenções

Não acontece dias em que as crianças que aprendem o Tênis de Mesa, estão mais livres, desrespeitam as regras???  em outros dias estão mais atenciosas, mais concentradas!...... esta é a diferença.
Cabe a você observar.

mercredi 18 janvier 2012

Resposta

Antes de ser aluno universitário eu não atuava como técnico de futebol e tênis de mesa, por isso não tenho como avaliar. Em relação ao Tênis de Mesa os fascículos de Elaboração de Memória Profissional I e o de Conhecimento e Metodologia do Ensino do Jogo podem nos auxiliar em diversos aspectos. Enquanto o fascículo de EMPI no fala dá importância de escrever, registrar e refletir sobre nossas vivencias, o fascículo de CMEJ nos fala dá importância do jogo na socialização dos alunos, no respeito às regras e ao próximo, no trabalho em grupo, enfim, ambos os fascículos abordam uma série de temas que nos auxiliam no aprendizado.

mardi 17 janvier 2012

Como ocorre a ampliação do conhecimento na escola - FEEDBACK 05

Mais uma postagem do aluno. neste feedback exemplificamos formas que favorecem a ampliação do conhecimento nas aulas.

Reitero as questões ainda sem resposta:
1- Quanto ao passado, antes de ser aluno universitário, você avaliava seus alunos?
2- Quanto ao presente, no ensino do Tênis de mesa, quais disciplinas curriculares e novos conhecimentos que foram importantes?

Cabe ao professor ser autor da sua pratica escrevendo artigos e apresentando em Seminários e Congressos.

Esportes com tacos e raquetes

Um artigo! aqui


Ampliando o conhecimento dos alunos
! aqui

Um exemplo de aula, muito interessante!

lundi 16 janvier 2012

PRESENTE - PARTE II

O Tênis de Mesa é outro esporte que venho trabalhando e coordenando através da Secretaria Municipal de Esportes de Santa Maria de Jetibá.
Surgiu em 2008 à oportunidade de coordenar e organizar os Campeonatos Municipais e as Seletivas Escolares de Tênis de Mesa, onde  neste mesmo ano  tivemos a grata surpresa de conseguir levar três mesatenistas para a disputa das Olimpíadas Escolares Brasileira, realizada em Poços de Caldas-MG.
Em 2011 conseguimos filiar o clube da SEP (Sociedade Esportiva Pomerana) junto a FESTEME (Federação Espírito Santense de Tênis de Mesa) e a CBTM (Confederação Brasileira de Tênis de Mesa), o que nos deu o direito de disputar as Etapas do Campeonato Estadual, sendo uma destas realizada em Santa Maria de Jetibá.
No momento temos a disposição 4 mesas de 18 mm para a prática do Tênis de Mesa, e todos os dias das 17:00 as 20:00 horas atendemos as pessoas que queiram praticar ou que já praticam o esporte.
Atualmente o nosso grande destaque da modalidade a nível Estadual é a mesatenista Carla Laís de Lima de Garrafão, que recentemente ganhou o premio de melhor atleta do ano no Estado, fato este que nos deixou muito feliz.
Nada mais justo para uma atleta que é simplesmente (Tetracampeã Municipal e Estadual).



2ª Etapa do Campeonato Estadual de Tênis de Mesa 2011, realizado em Santa Maria de Jetibá.


vendredi 13 janvier 2012

A Experiencia pedagógica por meio de blogs IV

FreeMind


Os alunos EaD necessitam criar um ambiente de aprendizagem pessoal, principalmente porque haverá uma apropriação da escrita/leitura, no blog com  os  temas escolhidos, e acontecerá através criatividade de cada um e exposto ao mundo real e não somente em trabalhos universitários ( aluno-professor-aluno).Pois blogar é um processo continuo. E pode ser avaliado.
Neste papel mais ativo o aluno 1, até o momento, possui em seu ambiente de aprendizagem alguns itens e deverá aplicar alguns à sua escolha

clicar para ampliar - http://sourceforge.net/projects/freemind/

Ao "compor" palavras (ao escrevermos e falarmos) criamos nossos significados, e durante a passagem dos diversos alunos, no blog, obteremos múltiplas perspectivas e pontos de vista diferentes.
A tendencia é a de oferecer uma experiência com os princípios básicos de uma aprendizagem online:
AUTONOMIA, DIVERSIDADE, ABERTURA e CONEXÃO
Palloff e Pratt (2007, p.26) apontam que a educacao é uma atividade social e considerando a Pedagogia como processo ou arte de transmitir conhecimento e habilidades , ou simplesmente a arte de ensinar quando se refere às competências que os professores utilizam para transmitir o conhecimento, poderiamos encontrar questões norteadoras:


Porque vc, porfessor fará ou faz isso? 
Quando vc fará isso? 
Como conseguir? ( em qual espaço)
Qual a necessidade? ou é necessário para quem?
Quais estrategias para ajudar os alunos mais fracos?
O que pode dar errado?
Como orquestrar os alunos e o contexto de vida que os envolve e do qual participam?


Referências- 


Palloff, RM, & Pratt, H. (2007). Building online learning communities: effective strategies for the virtual classroom.




jeudi 12 janvier 2012

O prazer de jogar vs o prazer de estudar FEEDBACK 04

Eis aqui um bom texto e onde traduzo os pontos que creio principais para com o nosso debate.
O autor reflete sobre as diferenças  existentes  entre o ludismo (jogos e games) e as praticas profissionais, no caso o Futebol.Na pratica profissional do Futebol amplia-se o conhecimento tático e técnico em detrimento de acoes sociais, como se essas acoes não fizessem parte das características iniciais do jogo lúdico. Relata que na medida em que ha o aumento das regras os jogadores mantem o espirito brincalhão  entre eles mesmos. Aponta que esta característica, para muitos, somente deve ocorrer no amadorismo. Pode ser considerada como válvula de escape ou resistência às pressões. "Il s’agit de jeunes issus de milieux défavorisés ou « difficiles » en rupture de scolarité et de socialisation, porteurs d’une « culture de rue » telle que décrite, par exemple, par David Lepoutre34". O Esporte faz parte do mundo das convenções organizadas, e que este ambiente ascético produz uma alienação. As representações espontâneas e criativas (técnicas ou táticas) surgem nas ruas e que os programas de treinamento traçam  a rota da concorrência. 

DEBATE-

Se ha prazer em jogar, como fica o prazer em estudar, grande questão!....as escolas fazem parte do mundo das convenções organizadas e desta forma necessitam rever as causas de aversão ao conhecimento ou afastamento dos alunos, como da mesma forma os professores necessitam trabalhar com o lado criativo e lúdico que mobilizam os alunos em direção ao conhecimento e a aprendizagem. 






mercredi 11 janvier 2012

FEEDBACK 03



Livro - FAURE, J. et SUAUD, C. Le Profissionnalisation du sport.Le sport en questions Paris: Chiron, 2003 (org) DURET, P. et BODIN, D.

mardi 10 janvier 2012

Projetos Sociais x Clubes Profissionais


Geralmente as crianças treinam no máximo 2 vezes por semana e para participarem dos mesmos não precisam ser os melhores jogadores da cidade, pois o objetivo central dos Projetos é o de oportunizar às crianças do município a prática de diversos esportes em contra turno escolar independente de suas habilidades.
Os professores geralmente se preocupam com seus alunos em relação a sua vida escolar, pessoal e familiar, pois procuramos transmitir valores tais como: respeito ao próximo, saber ganhar e perder, trabalhar em grupo, enfim, uma série de valores que possam vir a fazer diferença na vida dos alunos.

                                                           Clubes Profissionais

Os jogadores treinam de 3 a 5 vezes por semana dependendo da idade, e lá só jogam os meninos que são escolhidos através de testes (peneiras), por indicação do técnico ou de olheiros do clube.
Existe a obsessão e obrigação pela busca de resultado a todo instante, pois o objetivo dos clubes é de formar jogadores para jogarem profissionalmente ($), sem muita atenção a outros pormenores,  mas sim com o seu desempenho dentro de campo. Quando o jogador cai de produção e não está mais sendo útil para o clube ele é dispensado e substituído por outro, ou seja, enquanto o jogador estiver produzindo ele está dentro da equipe, mas quando os resultados não aparecem costumamos dizer que “a barca vai passar” e muitos irão embora.

Quando as duas equipes se encontram numa competição como a que vamos participar é notório a diferença física existente entre os meninos, pois os clubes disponibilizam aos seus atletas salas de musculação, alimentação balanceada, suplementos alimentares, ajuda financeira, ou seja, eles procuram suprir todas as necessidades  que um atleta necessita para desenvolver-se fisicamente e tecnicamente.

Ou seja, de um lado as crianças participam dos projetos sociais independente de suas habilidades, já do outro só participam os jogadores escolhidos devido suas habilidades e condições físicas.

Muitos jogadores que participam de Projetos Sociais sonham em serem jogadores de futebol um dia. O grande problema é quando estes meninos abrem mão dos estudos para se dedicarem exclusivamente a um só objetivo, pois quando eles não se concretizam, ficam sem saber o que fazer devido ao baixo grau de escolaridade, e com isso as coisas tornam-se mais difíceis no mundo globalizado em que vivemos atualmente.


Atividade do Projeto Bom de Bola - Santa Maria de Jetibá


 Vou ficando por aqui, aguardem por mais notícias...


FEEDBACK 02

lundi 9 janvier 2012

FEEDBACK 01

Caro aluno, favor aceder ao link abaixo para maiores informações, obrigado.
KNOVIO

A experiência pedagógica por intermédio de blogs em um curso ead - III



O ser “critico-reflexivo” na Educação provoca conceituações diversas. No ensino superior pode ser dependente da área de atuação, onde a ótica daquele que fala é diferenciada, principalmente porque além de posicionamentos pessoais, o foco do professor é a disciplina que está a ensinar.
 Há sem dúvida uma união de grupos, em qualquer colegiado de curso que gera um direcionamento comum, mas salpicado de reflexões pessoais. (Direcionamento epistemológico?)
Mas as questões reflexivas no ensino presencial ou na EaD, deveriam ter uma maior ênfase  a partir do aluno, tanto quanto a experiência com reflexões filosóficas que, em nosso Polo, aconteceram no curso EaD e todos  foram participativos.
Reflito em 3 momentos com ações crítico e reflexivo
A que ocorre durante uma pesquisa em sites ou artigos
o que fazer para evitar lixos!
A que ocorre no ensino quando se aprende durante uma aula, em qualquer nível
A necessidade de criar o hábito de fazer perguntas insistentemente, mesmo obvias, como: Por quê? Por que não? O que você / ele / ela acha? Qual é a evidência? Quão convincente é? Que razões pode haver para os preconceitos?
Também considero essencial: a aprendizagem ao longo da vida sobre como analisar as duvidas, as próprias e a dos outros e como buscar respostas.

A que ocorre para se contar com uma reflexão critica tendo em vista os assuntos que surgem no decorrer da disciplina ou temas transversais e como os novos professores devem prestar atenção a este pormenor, por exemplo, em nosso caso:
Nas postagens do blog em relação ao passado:
As aprendizagens como aconteciam? O que funcionou? o que foi importante? Poderia utilizar novamente? Eu avaliava? Fui eficiente?
Nas postagens em relação ao presente:
O que se encaixa com o currículo? Como se passa a aprendizagem agora? Sou eficaz? Onde posso melhorar?
Nas postagens em relação ao futuro:
Quais meus pontos fortes como professor? Como irei re-utilizar este conhecimento de hoje no futuro?

Com a experiência no blog, exerceremos uma aprendizagem coletiva, como?
Explico:
1- aprender com os colegas (contribuir e consumir)
2- aprender pesquisando (conectar)
3- incorporar as ideias dos outros, melhorando-a sempre e citando as fontes (criar)





dimanche 8 janvier 2012

Presente - Parte I

Atualmente trabalho na Secretaria Municipal de Esportes de Santa Maria de Jetibá e atuo como técnico da escolinha de futebol através do Projeto Bom de Bola, mantido pela Prefeitura.
Atendemos crianças de 8 a 15 anos de idade, e no momento cuido das categorias Sub 8/9 e Sub 12/13. No dia 22/01/12, as equipes Sub 13 e Sub 15 irão disputar a Fase Final Estadual da “36ª Copa A Gazetinha”, a ser realizada na cidade de Domingos Martins.
Para chegar até aqui tivemos que passar por algumas fases classificatórias regionais que nos credenciaram a participar da melhor fase da competição, onde são reunidas as melhores equipes do Estado. Tenho acumulado algumas experiências em vídeo, vejam meu canal youtube aqui.
No último jogo enfrentamos a equipe de Afonso Cláudio e graças a Deus conseguimos vencer pelo placar de 2 x 0, garantindo assim nossa classificação para a fase final da Copa A Gazetinha.

 

É uma pena que nesta fase da competição misturam-se equipes de projetos sociais com times profissionais, pois a realidade e os interesses destes clubes são bem diferentes dos projetos sociais, que geralmente têm em comum o objetivo de proporcionar e oportunizar a todas as crianças do município a prática de esportes.
Santa Maria 2 X 0 Afonso Cláudio - 15-11-11

Em breve voltarei para falar sobre o Tênis de Mesa,  outra atividade que desenvolvo através da Secretaria de Esportes.
Até a próxima...



vendredi 6 janvier 2012

A experiência pedagógica por intermédio de blogs em um curso ead - II





Esta serie de reflexões escritas que apresento, acompanhando o desenrolar das postagens, tem como objetivo primordial  ampliar o conhecimento digital dos alunos, de Licenciatura, com vistas a uma atualização necessária a um professor do sec. XXI, perante a web2.0.

A experiência pedagógica, a partir de um blog, envolve um letramento digital, ou seja, um aperfeiçoamento, que significa levar o aluno a mobilizar habilidades diferenciadas, ou seja, ir além das competências que adquire perante o currículo apresentado em uma Universidade. Estas novas habilidades também incluem um pensamento crítico e resolução de problemas
Um curso EaD facilita esta aprendizagem e apresenta novos modos de agir ou atuar, de um futuro professor,  perante crianças ou adolescentes, que nasceram sob o signo das tecnologias de informação e comunicação e que  se torna obrigatório no contexto atual da sociedade em rede.
Mas já que iniciamos com alguns pensamentos sobre a Pedagogia, em termos práticos, está incluso aí repensar a Didática; uma Didática que é diferenciada, onde nada é linear e onde principalmente deveremos como tutores provocar e aceitar um processo de aprendizagem intuitiva.
Os critérios estabelecidos no blog, para início do trabalho, não podem ser considerados como OBJETIVOS (geral ou específico) já que o blog é uma ferramenta a mais, na estratégia pedagógica. Ao oferecer um mínimo de 04 postagens ao aluno, ao lado de critérios que possam motivar a escrita, como por exemplo, refletir o passado, repensar o presente e imaginar o futuro, os  objetivos didáticos são descobertos pelo próprio aluno e nunca estabelecidos com anterioridade.
A EaD favorece um desenvolvimento pessoal, generalizado, já que não há limites visíveis e o aluno deve organizar-se a partir da atividade favorecendo a criatividade e desta forma o Blog, como estratégia, apresenta-se mais aberto, já que por vezes uma plataforma pode ser útil em início de processo, mas tornando-se limitadora em meio ao curso para muitos alunos.

A proposta de continuidade mensal, com a mudança de autoria e editoração da postagem, apóia-se em três idéias iniciais:
1-      Evitar a desmotivação devido a existência de impossibilidades pessoais, já que a maioria dos alunos trabalha e estuda.
2-      Proporcionar uma aprendizagem colaborativa e troca de informações, já que o primeiro aluno poderá auxiliar e diluir as possíveis dúvidas dos próximos autores das postagens. Desta forma exercendo um ensino paralelo à sua aprendizagem e à do próprio colega e possibilitando a continuidade do blog.
3-      Estimular a reciprocidade ao ler, escrever  e comentar online ou nos encontros presenciais.

Enfim a nossa pretensão é de uma espécie de costura, de tessitura do antigo e o novo, ou melhor, o que vai ser vivenciado no real acoplado com o conhecimento digital.
Não houve planejamento para estas ações, mas à medida que vivencio a minha experiência pessoal com blogs surgem novas idéias para facilitar as experiências dos meus alunos principalmente quanto à aprendizagem das ferramentas oferecidas na net e livres de custos adicionais.
Ao ter conhecimento de que nem todos os alunos que optaram pelo curso EaD conheciam e faziam uso  regular de computadores e seus componentes até mesmo em simples ações (ligar, desligar, criar arquivos e repassar para pendrive e CD, dowload etc) reconsideramos e entendemos a necessidade da plataforma,  como um caminho inicialmente seguro, sendo necessário esperar algum tempo para que o hábito se instaurasse favorecendo a compreensão da lógica da máquina.

A aprendizagem do uso destas ferramentas no blog deve partir do simples  em direção ao complexo e sem sombra de dúvida será dependente do interesse e possibilidades de cada um destes alunos. Isso tudo ainda me assusta quando fico em duvida se os meus alunos sabem de fato e/ou se será mais importante, para eles, diferenciar um Resumo de uma Resenha, pelas normas acadêmicas.

Como aprendizagens simples consideramos:
1-      a edição da postagem,  o “download” de imagens, links para hipertexto que direcionam a uma pesquisa a partir de fontes verídicas.
2-      Reconhecer a linguagem “HTML” para embutir os códigos com o ctrl C e ctrl V


Como aprendizagens complexas consideramos:


1-   A escolha de uma ferramenta de vídeo, slides, áudio e a sua utilização
2- O entendimento da possibilidade de unir vivencias pessoais e que acontecem no presencial e o virtual (redes sociais) para uma ampliação do seu próprio conhecimento de forma contínua

A aprendizagem inicial para edição da postagem se deu via “chat” da plataforma e por motivos econômicos devem evoluir ainda por esta via. Mas não posso negar a facilidade do contato via celular, mas que devemos evitar devido a custos adicionais para o aluno, e que também poderiam ser motivo de afastamento da atividade.
E finalmente considerar o blog como uma atividade de “Extensão”, ao lado do Ensino (a Pesquisa poderá  ocorrer envolvendo os dois itens), em direção a um e-Portfólio poderá ser gratificante.

Sempre que escrevo, penso nas referências, e não desejo simular proficiência e eficácia, mas na verdade não me reporto a nenhum livro em especial, a nenhum autor em especial; o que ocorre e que fica na memória são as palavras das pessoas que leio, na maioria das vezes em tradução do Chrome e insights que acontecem, desta forma poderia me reportar a uma aprendizagem por intermédio do coletivo, do que aparenta ser interessante e que surge ao acaso, como também por intermédio de fontes que considero verídicas e conceituadas, entre outras.

mercredi 4 janvier 2012

Um pouco do passado...

Minha história começa no ano de 1980, na cidade de São Paulo, já que desde pequeno sempre tive o gosto por esportes, principalmente o futebol, onde aos dez anos iniciei o caminho de ser atleta e jogar profissionalmente.
Passei por vários clubes de futebol chegando até a conhecer outros países, mas o último clube que passei (Santa Maria-ES) foi especial, pois conheci uma pessoa com quem estou até os dias de hoje e desta união nasceu nosso querido filho Caio que está com 7 anos.
Gostaria de ressaltar que nunca deixei de estudar para jogar bola, sempre consegui conciliar os dois. Mesmo não tendo jogado em um grande clube profissionalmente tenho orgulho de ter lutado pelo meu sonho, pois graças a ele estou aqui contando esta história.
No ano de 2007 surgiu a oportunidade de prestar concurso público em Santa Maria de Jetibá (ES), onde tive a felicidade de passar, sendo convidado a trabalhar na Secretaria de Esportes e Lazer, devido ao meu envolvimento com o futebol, iniciei atuando na escolinha desta modalidade esportiva através do Projeto Bom de Bola.
Em 2008 consegui passar no vestibular de UFES para o curso de Educação Física na modalidade à distância e graças a Deus estou seguindo firme até o presente momento.



Em breve voltarei para falar um pouco do presente, aguardem...